Banner
Banner

Banner
Banner
Banner
Banner

Banner
Banner
Página Principal

SEMA

Corpo de Bombeiros extingue incêndio que ameaçava Parque Estadual

Publicado em: Sex, 14 de Julho de 2017 16:01

Augusto Pereira / TC BM Barroso | CBMMT

 
a-Blagoa297176_-_incendio_parque

Duas equipes do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA) do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) controlaram o incêndio florestal que ameaçava o Parque Estadual Gruta da Lagoa Azul em Nobres. O controle foi estabelecido na manhã desta quinta-feira (13/07). O fogo começou no Projeto de Assentamento Coqueiral, e foi identificado por satélite pela equipe na sala de monitoramento do BEA. A identificação foi realizada com imagens do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) na manhã de terça-feira (11/07).

 

Imediatamente o comando do BEA ordenou aos pilotos da aeronave do Batalhão que voassem até o local para confirmar a ameaça. Duas guarnições de combate a incêndio florestal, comandadas pelo Tenente Leandro, se deslocaram no final da manhã para o local.

O objetivo principal naquele momento era evitar que as chamas atingissem a Unidade de Conservação. Nos dois dias subsequentes as guarniçõs trabalharam ininterruptamente. Na manhã desta quinta feira o Comandante do BEA, sobrevoou a área atingida, com o apoio do Centro Integrado de Operações Áreas (Ciopaer), confirmando a extinção completa do incêndio.

A área atingida pelo incêndio foi de aproximadamente 400 hectares. O tenente-coronel BM Paulo Barroso, comandante do BEA, alerta a população mato-grossense para atuar na prevenção e também denunciando quando for o caso. “A estiagem está apenas no início e já estamos enfrentando incêndios ameaçadores. Este é o primeiro incêndio florestal que o BEA atende e nem se iniciou o período proibitivo”, afirma Barroso.

O corpo de bombeiros alerta que a partir do dia 15 de julho se inicia o período proibitivo e toda propriedade que iniciar incêndio estará cometendo crime ambiental que prevêpena de seis meses a dois anos de reclusão e multa que varia de R$ 1.000,00 a R$ 7.500,00 por hectare.

A equipe de perícia, integrada pelo Corpo de Bombeiros e Politec já estão em campo trabalhando na busca da causa deste incêndio. Daqui a 15 dias, quando satélite responsável pelas imagens passar pela área, será possível estabelecer a cicatriz do fogo com exatidão. Um novo sistema de alerta está sendo testado pelo BEA, a TerraMA2, Plataforma de Monitoramento, Análise e Alerta a Extremos Ambientais. O sistema desenvolvido pelo Inpe alertou a equipe de monitoramento, que um possível incêndio estava próximo à unidade de conservação.

O numero para chamada de emergências ambientais (produtos perigosos e incêndio florestal) é o 0800 6477363. Para chamada de emergências e para atender incêndio em vegetação em terreno urbano o numero é o 193.

Voltar  |  Principal
Disque Denúncia
SEMA-MT

Telefone: (65) 3613-7200

Palácio Paiaguás, Rua C, CEP: 78.049-913 - Cuiabá - Mato Grosso

CNPJ: 03.507.415/0023-50